Bolerinho

Tardes Musicais
Bolerinho

Tardes Musicais | Bolerinho

Sábado, 01/06/19, às 16:30

gratuito

170 vagas por ordem de chegada

*Imagem:  Pétala Lopes

Bolerinho é formado por Luísa Toller, Maria Beraldo e Marina Bastos, trio de musicistas – instrumentistas, compositoras e cantoras da nova geração, uma referência de representatividade da mulher na música.

Desde 2007 o grupo trabalhou com o repertório do cancioneiro brasileiro, da Vanguarda Paulista ao Clube da Esquina, mas a emancipação musical e política das três integrantes resulta num primeiro disco recheado de canções de sua autoria.

O espetáculo apresenta o disco ”Bolerinho”, lançado em 2018 e que revela a consistente pesquisa do grupo no que se trata de instrumentação e arranjos e traz uma sonoridade entre o acústico e o sintetizado. Marina, Luísa e Maria tocam flautas, clarinete, clarone, violão, guitarra, teclados, cavaquinho, bateria, percussão e baixo e o disco leva a produção musical de Mariá Portugal e Ivan Gomes.

Em sua trajetória de 10 anos esteve em circulação com apresentações (Jazz a la Calle no Uruguai, Teatro Coletivo dentro do projeto “Música para todos”, SESCs em SP e SC, TUCA – PUCSP, festivais universitários, bares e casas de shows de SP, RJ e SC); concertos didáticos (CCSP, Horizontes Musicais do Guri Santa Marcelina, Canto do Brasil em São Paulo e Compasso Aberto); gravação de trilhas sonoras (“Nordestinos” de Paulo Cézar Azeviche) e gravações em discos de compositores e intérpretes da cena paulistana (Lê Coelho, Bruna Prado, São Yantó, Felipe Bemol e Urubus Malandros).

Passou pelos SESCs Santana e Santos, além de ter participado do festival MUSICAR no CCBB de Brasília. Em 2018, o atual projeto Bolerinho realizou turnê de shows e oficinas na Argentina e no Uruguai com premiação pelo edital Ibermúsica, e lançou seu primeiro CD em São Paulo no SESC Paulista e no CCSP.

Além do trabalho autoral o trio desenvolveu outros projetos, desde música infantil com o trabalho Bolerinhozinho e o espetáculo Bolerinho canta Rita Lee, com arranjos para música da compositora e intérprete.

INTEGRANTES

Marina Bastos, flautista, cantora, baixista, mãe ativista feminista, integra, além do Bolerinho, a Vintena Brasileira (idealizada por André Marques) e acompanha Tião Carvalho e Moreno Veloso. Nesses grupos tem se dedicado a tocar/cantar, arranjar e compor. É professora de música com foco na infância, pesquisadora de canções e ritmos populares brasileiros. É arte-educadora do projeto Fábricas de Cultura e diretora musical do Projeto Espetáculo. Na sua trajetória participou de diversos trabalhos como flautista e cantora, entre eles o Margem Esquerda (turnê Espanha/2008 viabilizada pelo MinC), o Polyphonia Khoros (turnês: SC, nacional e América Latina), o Poré Poré (Circuito Cultural Banco do Brasil/ 2005) e foi assistente de regência de Eduardo Boletti no Coral Palavra Cantada. Durante sua graduação (UDESC) desenvolveu trabalho de pesquisa sob orientação de Acácio Piedade tendo publicado artigos (sobre música instrumental brasileira) em importantes revistas acadêmicas e apresentado comunicações em congressos de etnomusicologia e música. Em São Paulo tem tocado com seus grupos e outros artistas em diversos festivais, SESCs, Viradas Culturais, teatros e casas de show e também em outras cidades do Brasil, além de outros países (Argentina, Uruguai, França e Alemanha).

Luisa Toller é cantora e pianista formada em música na Unicamp, com especialização na Faculdade Santa Marcelina e mestrado pela USP. Integra os grupos Bolerinho, Meia Dúzia de 3 ou 4, Vozeiral e Tá na Hora de Dormir, tendo circulado com estes por SESCs, SESIs, Itaú Cultural, BNDES, festivais universitários e internacionais. Já cantou e tocou nos espetáculos Clara Crocodilo (com Arrigo Barnabé) e L, o Musical (com Elisa Lucinda e Ellen Oléria) sendo premiada por este último pelo Blog do Arcanjo. Como compositora já produziu jingles políticos, trilhas sonoras (indicada ao prêmio São Paulo) e é bicampeã do concurso de marchinhas Nois Trupica Mais Não Cai. Foi curadora da Caixa Cultural em 2016 e é colunista e jornalista na Revista Azmina. Já lecionou em instituições como SENAC, UFSCAR, Guri Santa Marcelina – entre outras – buscando sempre a integração corpo/- voz pela Técnica Alexander, Método Ivaldo Bertazzo e Fascial Fitness.

Maria Beraldo, 30, é clarinetista, claronista, cantora e compositora. Em maio de 2018 lançou seu primeiro álbum solo CAVALA (selo RISCO) muito bem recebido pela crítica e público. Com esse trabalho foi indicada aos prêmios APCA, Multishow, Prêmio SIM SP e Woman’s Music Event, no qual foi premiada como melhor instrumentista.

Com Arrigo Barnabé gravou “Suíte Claras e Crocodilos”, lançado na França pela Defis em 2015. Com a Quartabê, gravou o “Lição #1: Moacir” (2014) e DEPÊ (2017), ambos acerca da obra de Moacir Santos, e em 2018 “Lição#2: Dorival”. Maria assina os arranjos de sopros de algumas faixas do CD “Deus é Mulher” (2018) de Elza Soares, do qual participa também como instrumentista. Integra o Bolerinho, que lançou disco homônimo em 2018 e participa da cena musical paulistana colaborando também com Rodrigo Campos, Juçara Marçal, Laura Diaz, Negro Leo, Rômulo Fróes, Iara Rennó, entre outras.

Em 2007 teve 2ª colocação no prêmio de composição do Guarulhos Instrumental, e gravou o CD “Abrideira” com o grupo Fina Estampa sob direção de Maurício Carrilho, lançado pela Caixa Cultural. É mestre em Música desde 2013 e Bacharel em Música Popular desde 2009 pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).

REPERTÓRIO
  • Necrópsia do Nosso Caso de Amor (Vitor Wutzki / 02:57)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – bateria e voz,
    Marina Bastos – baixo e voz
  • Ela (Marina Beraldo Bastos / 04:45)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – bateria e voz,
    Marina Bastos – baixo e voz
  • Sônia (Luisa Toller / 03:11)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco e voz,
    Marina Bastos – baixo e voz
  • Amor Verdade (Maria Beraldo / 05:05)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco e voz,
    Marina Bastos – baixo e voz
  • Alumiada (Luisa Toller/Giovanni Iasi / 03:46)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco e voz,
    Marina Bastos – baixo, flauta e voz
  • Vivi (Vitor Wutzki / 01:22)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco, clarinete e voz,
    Marina Bastos – baixo e voz
  • Rayrai (Marina Beraldo Bastos / 03:39)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco, clarinete, bateria e voz,
    Marina Bastos – baixo, flauta em sol e voz
  • Bichin (Rafael de Menezes Bastos / 03:53)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco, clarinete e voz,
    Marina Bastos – baixo e voz
  • Da menor Importância (Maria Beraldo/ 03:39)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco e voz,
    Marina Bastos – flauta em sol e voz
  • Bolerê (Luisa Toller, Thiago Melo e Maria Beraldo / 03:21)
    Luísa Toller – teclado e voz,
    Maria Beraldo – cavaco, clarinete e voz,
    Marina Bastos – baixo, flauta e voz