Relatório 2020

Casa Museu Ema Klabin

Publicado em 11/03/2021

Será impossível relatar 2020 sem mencionar a pandemia de SARS-CoV-2, ou covid-19. É de amplo conhecimento que a área cultural sofreu, a partir de março de 2020, impactos profundos em sua estrutura e funcionamento, como mostram estudos feitos desde o começo da quarentena por organizações como a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura — Unesco e o International Council of Museums — ICOM. Paradoxalmente, nunca antes se pôde observar com tanta clareza o quão essencial é a atividade cultural para a saúde. O ICOM Brasil publicou, em novembro, os resultados da pesquisa “Desafios em tempos de Covid- 19” feita com profissionais de museus e com o público de todas as regiões do Brasil, fornecendo instrumentos valiosos para a reflexão e o planejamento institucional que se segue a 2020.

Para a Fundação Cultural Ema Gordon Klabin, 2020 transcorreu com a ambiguidade que se vê narrada por pessoas e instituições as mais diversas: foi um tempo duro, de limitações mais radicais que em qualquer outro, mas também de descobertas inesperadas. Assim, o impedimento físico deu lugar a novas formas de abordar o público e movimentar a coleção e o conhecimento contidos na Fundação.

A seguir, apresentamos os resultados alcançados em 2020, com destaque para as exposições digitais, as ações do educativo e o lançamento do segundo volume dos Cadernos da Casa Museu Ema Klabin: Identidades paulistanas.

Downloads

Relacionados

Lançamento do Catálogo

Ecos do Modernismo

Ética e etiqueta