Da janela da casa às vitrines nas ruas: moda, gênero e consumo

Palestra
Da janela da casa às vitrines nas ruas

→ Moda, gênero e consumo

Palestra | Da janela da casa às vitrines nas ruas: Moda, gênero e consumo

Rafaela Martins

Sábado, 30 de outubro, das 11h às 13h

Gratuito ou contribuição voluntária

150 vagas por ordem de inscrição

Plataforma Zoom

Com intérprete de Libras

Imagem: Retrato Feminino, Emiliano Di Cavalcanti, 1955, óleo sobre tela, Coleção Ema Klabin.

Nesta palestra pretende-se discutir como a moda, a industrialização e a urbanização contribuíram para grandes mudanças socioculturais, principalmente para as mulheres, nas primeiras décadas do século XX.

Apesar da rigidez social impostas às mulheres neste período, as vitrines da moda e o ato de comprar, para aquelas que podiam, contribuíram para que tais mulheres deixassem de olhar o mundo através das janelas de suas casas e passassem a ir às ruas para olhar as vitrines e experimentar o mundo da moda e do consumo.

A moda será analisada sob uma perspectiva interdisciplinar, discutindo temas como história contemporânea, relações de gênero e mudanças de hábitos de consumo a partir do desenvolvimento de galerias e lojas de departamentos, bem como, com o surgimento e a popularização dos cafés e confeitarias, até chegar as feiras na década de 1960.

 

A exposição Ema e a moda no século XX: as roupas e a caligrafia dos gestos tem apoio cultural do Governo do Estado de São Paulo, por meio do ProAC ICMS da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e patrocínio da Klabin S.A.

A programação cultural integra o projeto Digitalização da Coleção Ema Klabin, que contou com o apoio da plataforma Benfeitoria e da Sitawi, no âmbito do edital Matchfunding BNDES+ 2020.

Público-alvo

Interessados em história da moda, história da arte, cultura material e público em geral.

Rafaela Martins

Rafaela Martins é professora de história formada pela Unicamp e mestra em história pela mesma universidade. Atualmente faz doutorado em história na área de política, memória e cidade, durante o doutorado estudou um semestre na École des hautes études en sciences sociales (EHESS) de Paris e realizou pesquisa no Musée des Arts Décoratifs e Bibliothèque National François Mitterrand. Tem experiência nas áreas de história, arquitetura e gênero.

Relacionados

Lançamento do Catálogo

Ecos do Modernismo

Ética e etiqueta