Marcius Galan | Arte-Papo

Marcius Galan

Arte-Papo | Marcius Galan

gratuito

Sábado, 11/11/17, das 14:00 às 15:00

30 vagas por ordem de chegada

Imagem: Penetra – Marcius Galan (2017) Jd. Imaginário

Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Klabin apresentam:

Marcius Galan apresenta neste arte-papo, os desafios e dúvidas que surgiram durante o processo de produção do seu trabalho de intervenção na casa-museu.

Aproveitando esse viés, o artista amplia a conversa, relacionando o trabalho instalado em nosso jardim com trabalhos anteriores que se colocaram da mesma maneira em algumas outras instituições: se infiltrando na arquitetura/coleção.

A invenção de Morel, de Adolfo Bioy Casares, foi o ponto de partida para discussões e planejamentos da produção do trabalho e, apresenta também, como foi o desdobramento desde o convite até a formalização do trabalho.

Marcius Monteiro Galan (Indianápolis, Estados Unidos, 1972).

Artista plástico. Cresce em Bauru, São Paulo. Forma-se em artes plásticas na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em 1997. Durante a graduação, recebe o prêmio Michelangelo de Pintura, em 1995, e participa do projeto Outdoor na galeria Luisa Strina, em São Paulo, em 1996. No fim da década de 1990, é convidado para integrar o Ateliê 3º Andar, da artista Dora Longo Bahia (1961) e dos curadores Eduardo Brandão (1957) e Felipe Chaimovich (1968) e também trabalha como produtor no Paço das Artes.

Reside durante seis meses na Cité des Arts, em Paris, no ano de 2003. No ano seguinte, passa três meses no Art Institute de Chicago com a bolsa Iberê Camargo. E integra o Ateliê do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp). De 2005 a 2010, é produtor na MTV. Dentre as principais exposições coletivas, destaque para:

  • 29ª Bienal de São Paulo – Há sempre um copo de mar para um homem navegar (2010)
  • 8ª Bienal do Mercosul – Porto Alegre (2011)
  • Planos de Fuga – Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo (2012)
  • Blind Field – Kannert Art Museum, Illinois (2013)
  • Inside – Palais de Tokyo, Paris (2014)
  • Biennial of the Americas – Museum of Contemporary Art, Denver (2015)
  • Past/Future/Present – Phoenix Art Museum, Phoenix (2017)

 

Dentre as exposições individuais, destaque para:

  • Martelinho de Ouro – Galeria Silvia Cintra, Rio de Janeiro (2017)
  • Line Weight – Galerija Gregor Podnar, Berlim (2017)
  • Planta/Corte – Galeria Luiza Strina (2015)
  • Diagrama – Espacio NC, Bogotá (2013)
  • Geometric Progression – White Cube, Londres (2013)

 

Em 2012, recebe o Prêmio Investidor Profissional de Arte (Pipa) e participa do programa de residência Gasworks, em Londres, Inglaterra, em 2013.

Relacionados