Milton Hatoum

Encontro com Escritores
Milton Hatoum

→ Outros Olhares | mediado por Ana Demarchi Barel

Encontro com Escritores: Outros Olhares | mediado por Ana Demarchi Barel

Milton Hatoum

Quarta-feira, 26 de agosto das 17h às 18h20

Gratuito ou Contribuição voluntária de qualquer valor

YouTube: 85 vagas por ordem de inscrição.
Zoom: (Esgotado)

Imagem: Olga Vlahou

O cânone literário de um país é formado por obras consideradas exemplares tecnicamente, representando a produção de alta qualidade de seus escritores.

Grandes textos da literatura brasileira se eternizaram ao cantarem nosso patrimônio compartilhado: caminhos conhecidos de todos, nossos heróis, temas familiares. Grandes obras literárias também se eternizaram ao trazerem ao leitor personagens anônimos, cidades perdidas nos grotões de nosso vasto território, falares múltiplos, paisagens ignoradas, conflitos negados, dilemas universais e levando para as páginas de suas obras um desenho de Brasil muitas vezes surpreendente. Grandes livros revelaram outras representações do eu, e os caminhos dos que vão pelas margens da sociedade.

Nesse encontro com escritores, trazemos pedaços desse Brasil, outros Brasis, registrados por outros olhares, outras narrativas. Venham ver com seus olhares muitos e admiráveis Brasis.

Zana teve de deixar tudo: o bairro portuário de Manaus, a rua em declive sombreada por mangueiras centenárias, o lugar que para ela era quase tão vital quanto a Biblos de sua infância: a pequena cidade no Líbano que ela recordava em voz alta, vagando pelos aposentos empoeirados até se perder no quintal, onde a copa da velha seringueira sombreava as palmeiras e o pomar cultivados por mais de meio século.
Perto do alpendre, o cheiro das açucenas-brancas se misturava com o do filho caçula. Então ela sentava no chão, rezava sozinha e chorava, desejando a volta de Omar. Antes de abandonar a casa, Zana via o vulto do pai e do esposo nos pesadelos das últimas noites, depois sentia a presença de ambos no quarto em que haviam dormido. Durante o dia eu a ouvia repetir as palavras do pesadelo, ``Eles andam por aqui, meu pai e Halim vieram me visitar... eles estão nesta casa``, e ai de quem duvidasse disso com uma palavra, um gesto, um olhar. Ela imaginava o sofá cinzento na sala onde Halim largava o narguilé para abraçá-la, lembrava a voz do pai conversando com barqueiros e pescadores no Manaus Harbour, e ali no alpendre lembrava a rede vermelha do Caçula, o cheiro dele, o corpo que ela mesma despia na rede onde ele terminava suas noitadas. ``Sei que um dia ele vai voltar``, Zana me dizia sem olhar para mim, talvez sem sentir a minha presença, o rosto que fora tão belo agora sombrio, abatido. A mesma frase eu ouvi, como uma oração murmurada, no dia em que ela desapareceu na casa deserta. Eu a procurei por todos os cantos e só fui encontrá-la ao anoitecer, deitada sobre folhas e palmas secas, o braço engessado sujo, cheio de titica de pássaros, o rosto inchado, a saia e a anágua molhadas de urina.
Eu não a vi morrer, eu não quis vê-la morrer. Mas alguns dias antes de sua morte, ela deitada na cama de uma clínica, soube que ergueu a cabeça e perguntou em árabe para que só a filha e a amiga quase centenária entendessem (e para que ela mesma não se traísse): ``Meus filhos já fizeram as pazes?``. Repetiu a pergunta com a força que lhe restava, com a coragem que mãe aflita encontra na hora da morte.
Ninguém respondeu. Então o rosto quase sem rugas de Zana desvaneceu; ela ainda virou a cabeça para o lado, à procura da única janelinha na parede cinzenta, onde se apagava um pedaço do céu crepuscular.

Dois Irmãos – Milton Hatoum

Encontro com Escritores

Encontro com Escritores tem como objetivo, além de estimular a leitura, proporcionar o contato com temas atuais através da literatura brasileira, que registra outros olhares e outras perspectivas narrativas sobre relações sociais no Brasil. O participante entrará em contato também com os processos de escrita e as obras desses autores de trajetórias tão distintas.

Os três primeiros encontros terão mediação da pesquisadora e professora Ana Beatriz Demarchi Barel e o último, da artista e pesquisadora Paloma Durante.

A programação é gratuita e acontecerá pela plataforma Zoom.
Devido a grande procura o Encontro também será transmitido pelo Youtube, o link da transmissão será enviado meia hora antes aos inscritos!
Colabore para realizarmos mais atividades gratuitas, faça sua contribuição voluntária de qualquer valor!

Cada encontro terá aproximadamente uma hora e vinte minutos, em que 50 minutos serão para debate da mediadora com o autor e 15 minutos destinados a perguntas dos participantes.

Milton Hatoum

Milton Hatoum nasceu em Manaus (Amazonas), onde passou a infância e uma parte da juventude. Em 1967 mudou-se para Brasília, onde estudou no Colégio de Aplicação da UnB. Morou durante a década de 1970 em São Paulo, onde se diplomou em arquitetura na FAU-USP, trabalhou como jornalista cultural e foi professor universitário de História da Arquitetura. Em 1980 viajou como bolsista para a Espanha, onde morou em Madri e Barcelona. Depois passou três anos em Paris, onde estudou literatura comparada na Sorbonne (Paris III). Desde 1998, mora em São Paulo. Foi professor de literatura francesa da Universidade Federal do Amazonas (1984-1999) e professor visitante da Universidade da California (Berkeley/1996). Foi também escritor residente na Yale University (New Haven/EUA), Stanford University e na Universidade da California (Berkeley). Bolsista da Fundação VITAE, da Maison des Ecrivains Etrangers (Saint Nazaire,França) e do International Writing Program (Iowa/EUA). Autor de quatro romances premiados, sua obra foi traduzida em doze línguas e publicada em catorze países. Em 1989, seu primeiro romance ¨Relato de um certo Oriente¨, ganhou o prêmio Jabuti de melhor romance. Em 2000 publicou o romance ¨Dois irmãos¨ (prêmio Jabuti – 3º lugar na categoria romance/ indicado para o prêmio IMPAC-DUBLIN), eleito o melhor romance brasileiro no período 1990-2005 em pesquisa feita pelos jornais Correio Braziliense e O Estado de Minas. Em 2001, foi um dos finalistas do Prêmio Multicultural do Estadão, por conta da publicação do em ¨Dois Irmãos¨. Em 2005, seu terceiro romance, ¨Cinzas do Norte ¨, obteve o Prêmio Portugal Telecom, Grande Prêmio da Crítica/APCA-2005, Prêmio Jabuti/2006 de melhor romance, Prêmio Livro do Ano da CBL, Prêmio BRAVO de literatura. Em 2008, recebeu do Ministério da Cultura a Ordem do mérito cultural. Em 2010, a tradução inglesa de ¨Cinzas do Norte¨ (Ashes of the Amazon, Bloomsbury, 2008) foi indicada para o prêmio IMPAC-DUBLIN. Em 2008 publicou seu quarto romance, ¨Órfãos do Eldorado¨, Prêmio Jabuti – 2º lugar na categoria romance. ¨Órfãos do Eldorado¨ faz parte da coleção Myths, da editora escocesa Canongate. Em 2009 publicou o livro de contos “A cidade ilhada”. Em 2013, publicou o livro ¨Um solitário à espreita¨, uma seleção de crônicas publicadas em jornais e revistas. Todos os seus livros foram publicados no Brasil pela editora Companhia das Letras, cujas vendas ultrapassam trezentos mil exemplares. Hatoum publicou também ensaios e artigos sobre literatura brasileira e latino-americana em revistas e jornais do Brasil, da Espanha, França e Itália. Alguns de seus contos foram publicados nas revistas Europe, Nouvelle Revue Française (França), Grand Stree (Nova York) e Quimera (México). Participou de várias antologias de contos brasileiros publicados na Alemanha e no México, e da Oxford Anthology of the Brazilian Short Story.

Ana Beatriz Demarchi Barel

Ana Beatriz Demarchi Barel é doutora em Letras pela Université Paris III Sorbonne Nouvelle. Realizou Pós-Doutorado em História na Fundação Casa de Rui Barbosa, no IEB-USP e Residência em Pesquisa na Biblioteca Mindlin - USP. Leitora do Governo Francês na Université de Nantes e ATER das Universités d’Amiens e de Toulouse. Estudou História da Arte na Ecole du Musée du Louvre. Professora de Literaturas de Língua Portuguesa e Teoria Literária da Universidade Estadual de Goiás UEG. Membro do GRUPEBRAF – IEA – USP. Autora de Um Romantismo a Oeste: Modelo Francês, Identidade Nacional, organizadora da edição fac-símile da Revista Nitheroy e de Cultura e Poder entre o Império e a República (1822-1930). Desenvolve pesquisas na área de História Literária, Literaturas Brasileira e Comparada. Atualmente, estuda as relações entre relatos de viajantes franceses do século XIX e iconografia.

Inscrição

Relacionados

#CasaMuseuConversas

#PartilhasPoéticas

Poéticas da restrição